TRAJANO DE MORAES

Trajano de Moraes é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro. Localiza-se na região serrana do norte fluminense a 22º03'48" de latitude sul e 42º03'59" de longitude oeste, a 795 metros de altitude. Sua população estimada em 2016 era de 12 321 habitantes.

"O bucolismo pintado, a calmaria expressa. Onde as nuvens tocam o chão e o sol se deita nas montanhas.o céu é um lugar na terra." (Arthur Riguette).

O desbravamento do município de Trajano de Moraes está ligado aos portugueses estabelecidos nas baixadas que subiram a serra, em busca de riquezas. Os veios de ouro não existiam, mas logo eles descobriram um outro tipo de riqueza: o café. Os colonos portugueses e a mão de obra escrava tornaram a terra produtivaː dela, se extraíram grandes fortunas. Em 1881, chegaram os primeiros colonos europeus à região, atraídos pelos cafezais.

Sabe-se que o primeiro núcleo populacional se formou em volta da Capela Nosso Senhor dos Passos, em 1840, situada na atual São Francisco de Paula. A agricultura fez com que São Francisco de Paula vivesse um período de imponência, os barões do café vestiam-se de acordo com a moeda e costumes vivido pela população da capital. Criaram os jornais que circulavam na localidade, a banda de música, desenvolveram o comércio etc.

Em 1846, em decorrência do desenvolvimento alcançado pela região através da cultura cafeeira e por influência de José Antônio de Moraes, proprietário da fazenda Aurora, o núcleo foi elevado à categoria de freguesia, sob a denominação de São Francisco de Paula, então pertencente ao município de Cantagalo. Em virtude da emancipação de Santa Maria Madalena no ano de 1861, a freguesia foi incorporada ao território desse novo município fluminense. Com a abolição da escravatura em 1888 e esgotamento dos solos, no entanto, toda a economia da região ficou abalada. No intuito de atenuar a crise econômica, o governo decretou a criação do município de São Francisco de Paula, através do Decreto n.º 178, de 12 de março de 1891, instalado em 25 de abril do mesmo ano, tendo a freguesia sido elevada à categoria de vila e sede do novo município.

Com a chegada da linha férrea, em 1893, na localidade denominada Ventania, foi inaugurada a estação ferroviária Dr. Trajano de Moraes, um novo núcleo populacional se formou ao redor da linha férrea. Essa localidade desenvolveu-se com tal rapidez que o governo transferiu para lá a sede municipal, em 1915. Entre 1919 e 1923, a sede do município foi temporariamente alterada para a localidade onde ficava a estação de Aurora, atual Visconde de Imbé. Em 1923, a sede do município foi novamente transferida para Vila Ventania (hoje Trajano de Moraes). Em 27 de dezembro de 1929, o Coronel Alfredo Lopes Martins mudou o nome do município de São Francisco de Paula para Trajano de Moraes.

São Francisco de Paula é o povoado que deu origem ao município de Trajano de Moraes. Hoje a localidade de São Francisco de Paula fica em Visconde do Imbé, 2º distrito deste município.[9] Pela Lei Estadual n.º 1.234, de 18-01-1915, a sede do município foi transferida de São Francisco de Paula para Estação de Trajano de Moraes; Sob a mesma Lei o distrito de Ventania passou a denominar-se Trajano de Moraes. Já a alteração do nome do município de São Francisco de Paula para Trajano de Moraes foi feito pelo Decreto-lei Estadual n.º 392-A, de 31-03-1938.

Foram políticos influentes da época: José Antônio de Moraes, Visconde de Imbé, fazendeiros da Fazenda Aurora, Trajano Antônio de Moraes (que mais tarde daria o nome à sede do município), entre outros.

Logo Governo Trajano de Moraes.png

PÁGINA OFICIAL DO RALLY CARIOCA - FUNDADO EM JANEIRO DE 2017

Campeonato Estadual de Rally de Regularidade do rio de janeiro - Todos os direitos reservados ao Rally Carioca - © 2019
Contato: trovaoverdeoffroad@gmail.com  (21) 99753-4999

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram